Haddad é o novo que São Paulo precisa

            Nós, da Comissão de Blogueiros Progressistas de São Paulo, declaramos o nosso voto em Fernando Haddad, do PT, 13.


            A cidade de São Paulo encontra-se cada vez mais desigual, excludente, insegura, e problemática, devido ao descaso e má administração por parte da gestão atual. A maior parte da população reconhece que a cidade está em um rumo errado e por isso reprova a atual administração.
            Inúmeros são os problemas enfrentados diariamente pelos paulistanos. A atual especulação imobiliária ampliou o preço da moradia e da terra, afastando os pobres e a classe média para a periferia e para cidades vizinhas, precarizando as condições de moradia da classe trabalhadora. Além disso, o transporte público, necessário para deslocar diariamente milhões de trabalhadores pela cidade, encontra-se saturado. A prefeitura abandonou de modo inaceitável a construção de corredores de ônibus. Com isso, aumentou-se também o tempo médio gasto no trânsito para chegar ao trabalho, que encontra-se cada vez  mais concentrado no centro. Boa parte dos paulistanos gastam mais de duas horas por dia no trânsito, sendo que os moradores da periferia chegam a gastar 5 ou 6 horas para o deslocamento diário de suas casas para o trabalho.
            A falta de políticas públicas prejudica os moradores de São Paulo em todas as áreas, como na saúde, em que leva-se meses para uma consulta simples, e na educação, uma vez que a falta de creches chegou a níveis intoleráveis, existindo uma demanda de mais de 100 mil vagas.
            Presenciamos uma cidade apática, militarizada, repressora da cultura popular e da livre utilização do espaço público, que é patrimônio de todos e de todas. Neste momento, forças conservadoras disputam a cidade de São Paulo, que é a cidade mais populosa do Brasil. Como disse o ex-Presidente João Goulart no comício da Central do Brasil, “democracia para esses democratas não é o regime da liberdade de reunião para o povo: o que eles querem é uma democracia de povo emudecido, amordaçado nos seus anseios e sufocado nas suas reivindicações. A democracia que eles desejam impingir-nos é a democracia antipovo, do anti-sindicato, da anti-reforma, ou seja, aquela que melhor atende aos interesses dos grupos a que eles servem ou representam”.
            O candidato que reúne as melhores condições para fazer uma ótima gestão como prefeito de São Paulo é Fernando Haddad, do PT. Haddad foi o único candidato que apresentou um programa de governo completo e detalhado, elaborado durante meses em conjunto com movimentos sociais, com a sociedade civil organizada, e com intelectuais, especialistas e professores universitários. O programa de governo de Haddad pode ser consultado nos seguintes links: http://pensenovotv.com.br/descricao/13-dias-para-a-mudanca/?source=destaquegrandesuperior. http://pensenovotv.com.br/area/propostas-haddad-especial. http://static09.pensenovotv.com.br/files/Programa_de_Governo_Haddad.pdf.
            As principais propostas do Haddad são o bilhete único mensal, que irá reduzir substancialmente o valor das passagens, permitindo às pessoas utilizarem o transporte público várias vezes por dia com um único valor mensal de 150 reais (70 reais para estudantes). Haddad também pretende criar 150 Km de corredores de ônibus (reduzindo o tempo no trânsito para o transporte público), construir a Rede Hora Certa (31 centros de saúde, um em cada subprefeitura), construir 3 hospitais, educação em tempo integral, capacitação aos professores da rede municipal, construir 20 novos CEUs (fomentando o lazer e a cultura na cidade), construir 172 creches (englobando 150 mil vagas), criar 55 mil novas moradias, implementar o Arco do Futuro, projeto estratégico de planejamento e desenvolvimento urbano que levará moradias ao centro e trabalho às regiões periféricas, fim da taxa da inspeção veicular, mais investimentos na segurança pública pela melhoria da iluminação pública, criar a Controladoria Geral do Município (para fiscalizar e prevenir a corrupção), dentre outras propostas.
            Haddad é ex-ministro da educação dos governos Lula e Dilma, criador do Prouni, formado em Direito na USP – Largo de São Francisco, com mestrado em Economia, Doutorado em Filosofia, e professor de Ciências Políticas na USP. Haddad promete uma parceria com o governo federal para implementar boa parte das suas propostas, sendo o único candidato que tem condições de implantar na cidade de São Paulo o modelo bem sucedido de desenvolvimento com redução das desigualdades implementado pelo ex-Presidente Lula e pela Presidenta Dilma em âmbito nacional.
            Haddad é o novo que São Paulo precisa. Um candidato que sempre se pautou pela ética, seriedade e competência.
            Por tudo isso, recomendamos o voto para prefeito de São Paulo em Fernando Haddad, do PT, 13. 
Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Haddad é o novo que São Paulo precisa

  1. Katytasv disse:

    Eu apoio Haddad Prefeito, porque reconheço nele a oportunidade de mudança na cidade de SP. Agora é a vez dos paulistas experimentarem uma gestão de sucesso. Votem 13

    Curtir

  2. Eu apoio Haddad Prefeito para que São Paulo tenha serviços públicos de qualidade. Ele é o prefeito da Inclusão Social. Para São Paulo mudar VOTEM 13
    É com Haddad que São Paulo vai seguir mudando como o Brasil. VOTEM 13

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s